#Stories … Porto: os meus “preferidos”

É sempre um prazer visitar o Porto. Uma cidade em plena mutação e onde o principal prazer é “perder-me” pelas ruas e descobrir lojinhas interessantes.

Andar a pé. Esta é, claramente, a melhor forma de conhecer a Invicta. Isso e fazer o passeio das 6 pontes. Mas há pontos imperdíveis. Como todo o quarteirão junto à ribeira de Vila Nova de Gaia, ainda mais que já abriu o WOW (World of Wine).

Ao nível da restauração no meio de tantos e tantos bons restaurantes destaco o restaurante do The Yeatman Hotel (não só tem, provavelmente, a melhor vista para o rio Douro e para o Porto) como é um vencedor de N prémios em termos de enoturismo – sem esquecer as duas estrelas Michelin, fruto do trabalho levado a cabo pelo Chef Ricardo Costa e sua equipa) e a Casa Guedes (quem nunca provou a sandes de pernil não sabe o que perde).

Em termos de hotelaria não é fácil escolher uma ou duas unidades. A nível pessoal tendia a ficar no ibis Porto São João. Porque fica numa zona calma, tem estacionamento gratuito e transportes públicos (quase) à porta. Mas, recentemente descobri um outro hotel que também cumpre estes requisitos e, ainda por cima, pertence a um grupo que gosto muito (pelas pessoas que estão à frente no mesmo e pela postura que tem no mercado): o Vila Galé Porto Ribeira. Um hotel super acolhedor, com vista para o rio e que está numa super localização. Relativamente perto da Ribeira (cerca de 10 minutos a pé) e suficientemente longe da confusão. Ou seja, reúne o melhor dos dois mundos. Para quem prefere algo mais luxuoso na minha última viagem à Invicta descobri o Boeira Garden Hotel. Digo-vos. É um sonho. Mal passamos os portões da propriedade parece que estamos noutro mundo, em que toda a agitação e confusão da cidade fica para trás.

Enfim… não é fácil descrever o (grande) Porto em poucas palavras ou em poucos minutos.

 

PS: o vídeo foi todo ele feito de improviso. Por isso desculpem não estar tão sistemático como gostaria e de ter uma ou outra gralha (que só descobri quando o estava a editar).

Partilhar

Alexandra Costa

Jornalista desde 1996 sou portuguesa de nacionalidade, alfacinha de nascimento, alentejana de coração e uma viajante do mundo. Adoro viajar, conhecer novas culturas, experimentar gastronomias. Sou viciada em livros e nunca digo que não a uma boa conversa. Basicamente sou apreciadora dos prazeres da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.