#Blablabla … à conversa com Luís Leocádio

O fiel amigo deu nome ao projecto. TITAN of Douro. Um nome que, pelo seu significado, resiliente, remete para a génese do que é o Douro e as suas gentes.
O Here and There esteve à conversa com Luís Leocádio que explicou o conceito por detrás do seu projecto, mas também apresentou os seus dois novos vinhos: Fragmentado Branco Blend I e Fragmentado Tinto 2017.
Como explica o enólogo “A ideia foi criar um topo de gama que melhor reflectisse a concentração das nossas vinhas centenárias”. Para tal foram trabalhadas 30 castas (17 tintas e 13 brancas) de parcelas de vinha centenária, plantadas a uma altitude entre os 750 metros e os 850 metros, com um solo de transição xisto – granítico, pobre e acidentado, que surpreendem pela acidez.
Vinhos a reter e comprar. Seja pela qualidade dos mesmos seja pelo facto de serem de edição limitada: 1.200 garrafas de tinto e 1.500 garrafas de branco.
Para ver e ouvir no #Blablabla.

Read more

#Blablabla … à conversa com Pedro Martin

O #Blablabla voltou ao mundo dos vinhos. Desta vez para falarmos de uma mudança de vida. De sommelier a produtor de vinho. Pedro Martin mudou (ligeiramente) de vida e passou de “apenas” vender vinho para também o produzir. Há três anos surgiu o primeiro fruto desse trabalho. 2160 é mais do que um nome de um vinho. É o ponto geográfico em altitude em que nasce o Rio Douro. Este é o “bebé” de Pedro Martin. E isso reflectiu-se na escolha da garrafa, no rótulo, elaborado por Rueffa, artista plástica que já expôs no MoMA – Museu de Arte Moderna de Nova Iorque
Depois disso, a cada ano, é apresentado uma nova marca. Sendo que, segundo Pedro, a Martin Boutique Wines já tem duas marcas prontas para sair e mais quatro na calha. Prevêem-se tempos emocionantes e desafiadores para este produtor. Estejam atentos.

Read more

#Blablabla … à conversa com Pedro Silva Reis

A história da Real Companhia Velha e a história do vinho do Porto (e de Portugal) estão intimamente ligadas. O 17.56 Museu & Enoteca pretendem transmitir esse conhecimento e essa história. Dois espaços, com dois anos de existência, junta à margem de Vila Nova de Gaia (e do Rio Douro), que representam, como explicou Pedro Silva Reis, presidente da Real Companhia Velha, uma “expansão” (ou diversificação, se preferirem) do tradicional negócio de produção de (bom) vinho. Para ver e ouvir em mais um #Blablabla.

Read more