Defender a “nossa” região

Não podemos dizer que não há bom vinho em Portugal. Muito pelo contrário. Há excelente vinho em Portugal e a preços muito muito aliciantes. Principalmente quando comparados com outros países produtores de vinho. No entanto, e mais vezes do que as desejadas, tratamos mal os nossos vinhos.

Passo a explicar. Faz algum sentido um restaurante algarvio não ter uma única marca de vinho da região na sua lista de vinhos a copo (e ter poucas marcas na carta de vinhos)? Faz algum sentido, quando um casal de turistas pede sugestões de vinhos para acompanhar a refeição a resposta imediata ser “Douro ou Alentejo?” ?

Isto não faz qualquer sentido, principalmente porque Portugal tem 14 regiões vinícolas. A saber: Porto e Douro; Távora e Varosa; Dão; Vinho Verde; Bairrada; Trás-os-Montes; Beira Interior; Tejo; Lisboa; Península de Setúbal; Alentejo; Algarve; Madeira; e Açores. Então porque as pessoas, ok, algumas pessoas, têm a tendência em só promover uma ou duas?

Sou acérrima defensora de que devemos promover Portugal, claro, mas em primeiro lugar a região onde estamos. Se tenho um negócio na Bairrada, por exemplo, seja um restaurante, uma garrafeira, um mercado… devo, antes de tudo, promover os produtos da minha região. Sejam eles vinhos (que é o tema do texto) ou outro tipo de produtos.

Vamos todos fazer um (pequeno) esforço. Não custa nada (ou não custa muito) e todos saímos a ganhar. A região e o país.

Partilhar
READ  13 a 15 de Julho: Tavira, os Dias do Vinho

Alexandra Costa

Jornalista desde 1996 sou portuguesa de nacionalidade, alfacinha de nascimento, alentejana de coração e uma viajante do mundo. Adoro viajar, conhecer novas culturas, experimentar gastronomias. Sou viciada em livros e nunca digo que não a uma boa conversa. Basicamente sou apreciadora dos prazeres da vida.

Alexandra Costa has 139 posts and counting. See all posts by Alexandra Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.