Amália – o musical, duas horas de prazer

Mais de duas horas de espectáculo que souberam a pouco. Isto porque queria mais, queria continuar a ouvir as belas músicas, as excelentes representações e continuar a apreciar o cenário. Na passada quinta-feira fui ver ao teatro Politeama, Amália – o musical de Filipe La Féria e sai de lá extasiada, arrepiada e deliciada. Sim, é verdade, este é um espectáculo que nos consome, que nos arrepia. Está tudo tão bem feito, tão bem encadeado.
Saí do Politeama com vontade de continuar e não sou pessoa para repetir filmes e espectáculos, mas não me importava de voltar a ver. Saí do Politeama com vontade de ir a casa dos meus pais buscar os CD’s da Amália que tanto ouvi em miúda com eles, e levá-los para casa para mostrar aos meus filhos. Saí do Politeama com uma frase dita pela ‘Amália’ em tempos em vida que me fez reflectir. “Sou uma pessoa infeliz, mas bem disposta”. E sim, depois de assistirmos a este espectáculo temos plena noção de que a maior fadista de todos os tempos era uma mulher triste, angustiada, infeliz, – o que, aliás, sempre senti no seu olhar – o que não sabia é que já aos dez anos ela se tentou suicidar por acreditar que a mãe não gostava dela. Depois, anos depois, voltou a tentar matar-se após descobrir que tinha cancro. Tentou morrer também após um desgosto de amor. Caramba, uma pessoa pensa que as pessoas famosas são felizes e têm vidas glamorosas, mas a Amália era mal amada, sofreu vários desgostos de amor, sofreu injustiças e invejas de muita gente, conviveu com boatos. Amélia era feliz no palco, e no musical foi notório várias vezes que era pelo palco e pelo público que ela viveu, e um dos segredos do seu sucesso era ‘chorar a cantar’ como se disse muitas vezes na peça. No fundo, as tristezas dela eram passadas para o papel e as lágrimas transformadas em canção. Sim, foi com essa sensação que fiquei. Por cada trecho da vida dela que foi relatada no palco, havia uma canção onde as letras, – agora percebo – exprimiam o seu sofrimento.
  
O musical Amália está quase a terminar as representações. Mais três semanas e não poderá mais vê-lo, por isso aconselho a ir. É magnífico e não se vai arrepender. Alexandra, Anabela e Liana voltam a encarnar o papel de Amália – já o tinham feito no primeiro espectáculo produzido por Filipe Lá Feria em 1999, e que esteve em cena seis anos. Alexandra está todas as noites como Amália adulta, enquanto Anabela e Liana alternam no papel de Amália jovem. Amália em criança é vivida, alternadamente, por Madalena Gil e Filipa Ferreira. Carlos Quintas mantém-se também do elenco original, que inclui mais de 30 cantores e actores, como nomes como Hugo Rendas, Carlos Veríssimo, Cristina Oliveira, Francisco Sobral, Fátima Severino, João Frizza, Patrícia Resende, Paula  Tiago Diogo.
As pessoas importantes na vida de Amélia estão todas retratadas na peça e há muitos momentos musicais protagonizados por quem com ela trabalhou e conviveu. E que bem que todos cantam e representam. Filipe La Féria está de parabéns por saber escolher a dedo quem com ele trabalha. Está de parabéns pelo trabalho, pelo espectáculo, pela produção, por tudo.
E porque sabe o que faz, naturalmente que não repetiu a peça que já tinha posto em cena em 1999. Adaptou-a aos tempos modernos. Para além das alterações feitas ao texto, ao cenário e até a parte do elenco, a grande novidade deste espectáculo é o ciclorama no fundo do palco e a introdução de elementos 3D projectados. O que posso dizer? vale muito a pena.
  
Please like & share:

Facebook Comments

Raquel Carvalho

Lutadora e apaixonada pela vida. É assim que me caracterizo.
Para mim a família é o meu pilar e ser mãe foi um sonho tornado realidade. Os meus dois príncipes são a minha razão de viver e o meu orgulho. Adoro a minha profissão, pois escrever e fazer perguntas sempre esteve no meu ADN. Escolhi ser jornalista com seis anos de idade e consegui.

raquel-carvalho has 169 posts and counting.See all posts by raquel-carvalho

Deixar uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Enjoy this blog? Please spread the word :)