Portugueses são dos que mais comem fora

Os portugueses são dos europeus que mais comem fora de casa, à frente dos franceses ou dos espanhóis. 23% faz uma das principais refeições do dia fora de casa pelo menos uma vez por semana, enquanto 15% recorrem às entregas ao domicílio com a mesma frequência. A conclusão é de um relatório desenvolvido pela consultora Nielsen, e que coloca o nosso país em 5.º lugar na lista dos que mais vezes vão a restaurantes.

Para elaborar o documento denominado “Global Out-of-home dining survey” a consultora entrevistou 16 mil pessoas de 33 países. A lista é liderada pela Turquia e pela Áustria, seguindo-se a Suíça, a Bulgária, Portugal, a Suécia e a Eslováquia. Espanha, República Checa e Irlanda completam o top 10. Em sentido inverso encontra-se a Ucrânia – onde apenas 33% das pessoas comem fora pelo menos uma vez por mês – a Croácia (38%) e a Holanda (42%). De salientar o facto da existência de preços razoáveis ser o factor que os consumidores portugueses mais consideram na escolha de um restaurante. Aliás, de acordo com o Departamento de Estudos da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares (AHRESP), Portugal é mesmo um dos países onde os preços na restauração é dos mais baixos.

No que diz respeito ao tipo de refeições, os portugueses, em conformidade com a média europeia, preferem o jantar (68%), um número que permite concluir ter havido uma subida do poder de compra, visto que os preços são sempre mais elevados, garante a consultora.

De referir ainda que o relatório da Nielsen refere que nos últimos seis meses, os portugueses optaram essencialmente por restaurantes casuais (63%), restaurantes de refeições rápidas/fast-food (58%), cafés (41%) e restaurantes formais (33%), seguindo a tendência da média europeia. A existência de preços razoáveis é o factor que os consumidores portugueses mais consideram na escolha de um restaurante ou outro estabelecimento (68%), seguindo-se a qualidade (43%) e o serviço (23%). Estas características também são valorizadas pela média dos consumidores europeus, embora em escalas mais reduzidas (60%, 36% e 17%, respectivamente).

 

 

Partilhar

Raquel Carvalho

Lutadora e apaixonada pela vida. É assim que me caracterizo. Para mim a família é o meu pilar e ser mãe foi um sonho tornado realidade. Os meus dois príncipes são a minha razão de viver e o meu orgulho. Adoro a minha profissão, pois escrever e fazer perguntas sempre esteve no meu ADN. Escolhi ser jornalista com seis anos de idade e consegui.

Raquel Carvalho has 169 posts and counting. See all posts by Raquel Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.